Portugueses cautelosos quanto a despesas durante as férias

Segundo estudo do Instituto Português de Administração e Marketing (IPAM) sobre as férias da população portuguesa em 2017, os eleitos são Portugal e praia como destinos.

Relativamente a despesas os portugueses mantêm-se cautelosos, não pretendendo gastar mais do que no ano passado, ou seja, em média 700 euros, utilizando o subsídio de férias.

O estudo conclui que 85% dos inquiridos prefere ir de férias no Verão, sendo que 62% indica a praia como factor determinante da tomada de decisão.

Igualmente, a maioria das respostas (69%) revela que vai sair do local habitual de residência durante o período de férias, mas destes, 72% fica em Portugal, com o Algarve (52%) a ser a região preferida, seguida do Alentejo Litoral (23%) e do Norte Litoral (17%). A restante população divide-se pelo interior (Norte e Alentejo) e Centro do país. A seguir encontra-se a Europa (20%), África (5%) e América do Sul (3%).

No que diz respeito à pesquisa relativamente ao local de férias em 2017, alojamento e transporte, 64% dos inquiridos fez esta pesquisa online. De acordo com os dados do IPAM, existe uma enorme variedade na escolha de alojamentos por parte dos portugueses, sendo de realçar os hotéis (31%) e o aluguer temporário de casa (21%).

O estudo “Férias 2017” foi elaborado pelo IPAM, entre os dias 10 de e o dia 26 de Julho de 2017 com recurso a uma amostra composta por 475 indivíduos, maiores de 18 anos.