Pousada de São Miguel em Sousel vai voltar a funcionar

Encerrada ao público desde 2010 a Pousada de São Miguel, em Sousel, vai voltar a funcionar dentro de um ano, já tem projecto apresentado e aprovado na Câmara Municipal, garantiu o presidente da autarquia, Manuel Valério.

De entre as propostas recebidas, o município optou pelo projecto que pertence a um casal de empresários locais, um dos quais natural do concelho. Não desvendando pormenores, o presidente da Câmara Municipal de Sousel declarou a uma rádio da região, que o espaço perderá o cariz cinegético que lhe estava associado desde a sua criação.

Inaugurada em 1992, a Pousada de São Miguel, a primeira unidade hoteleira de turismo cinegético do país, foi explorada durante vários anos pelo Grupo Pestana, tendo abandonado o projecto em 2010, por dificuldades encontradas na rentabilidade do espaço, que foi entregue a exploração pela Enatur (Empresa Nacional de Turismo).
Em 2013 a Câmara Municipal de Sousel adquiriu o direito de superfície, cujo período terminou em Setembro de 2016.

Antes, em 2011, a Câmara de Sousel tinha apresentado ao Turismo de Portugal uma proposta para aquisição do edifício da desactivada pousada, mas nunca chegou a obter resposta, tendo ido a hasta pública no dia 21 de Junho de 2011, numa sessão realizada em Lisboa, sem no entanto sido apresentada qualquer oferta.

Situada no cimo da colina de São Miguel, a poucos quilómetros da vila de Sousel, no distrito de Portalegre, a unidade desactivada possui 28 quartos duplos e 4 suites com terraços privativos.