Prémio Nacional de Turismo distinguiu 9 casos de sucesso

Restauração, hotelaria e alojamento, serviços turísticos, projecto inovador, projecto público, turismo responsável e prémio carreira são as categorias abrangidas pela primeira edição do Prémio Nacional de Turismo. Os galardões foram entregues na passada quinta-feira, na Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril.

A primeira edição do Prémio Nacional de Turismo distinguiu, na categoria Hotelaria, o hotel alentejano “São Lourenço do Barrocal”, enquanto na categoria e Alojamento Local o prémio foi para a “Aldeia da Cuada”, na Ilhas das Flores, Açores, sendo que nesta categoria houve ainda lugar para uma menção honrosa atribuída ao “The Passenger Hostel”, no Porto.

Na categoria Restauração foi reconhecido o restaurante “A Cozinha” do chef António Loureiro, de Guimarães, enquanto a empresa “Vertigem Azul”, de Setúbal, foi distinguida na categoria Serviços Turísticos.

O júri decidiu ainda reconhecer iniciativas e personalidades pelo seu importante contributo para o sector do turismo: “The Presidential Train” ganhou o prémio Projecto Inovador (Douro/Porto), a “Rota Estrada Nacional 2” foi distinguida na categoria projecto Público e o “Programa HOSPES” da Associação da Hotelaria de Portugal venceu na categoria Turismo Responsável.

Já o Prémio Carreira foi atribuído a Dionísio Pestana, “pelo seu enorme contributo para o desenvolvimento do sector do turismo em Portugal”.

A cerimónia de entrega dos prémios contou com a presença de Pedro Barreto, administrador do BPI, bem como Francisco Pedro Balsemão, CEO do Grupo Impressa, as duas entidades que promovem o PNT.

Criado com o objectivo de premiar as empresas portuguesas que se distingam como casos de sucesso e reconhecer projectos de turismo responsável, o Prémio Nacional de Turismo que nesta sua primeira edição contou com 464 candidaturas, conta com o alto patrocínio do Ministério da Economia e o apoio institucional do Turismo de Portugal.