Presidente da APAVT: ?Temos que pensar em agir e não apenas em debater?

O desafio de passar à acção foi ontem lançado pelo presidente da APAVT, Pedro Costa Ferreira, ao comentar os resultados do inquérito ao ?Turismo em 2013? que integra o anuário de Turismo do IPDT. Comentando os resultados ao Barómetro (ver outra notícia), Pedro Costa Ferreira disse esperar que, ?quando se fala em cultura como produto-chave seja enquanto elemento diferenciador? e não como estratégia prioritária porque essa, afirmou, tem que continuar a ser o sol e mar, esclarecendo no entanto que ?há muitas maneiras de tratar o sol e mar de uma forma actual?. Quanto à aposta nos mercados internacionais do ponto de vista da promoção, Pedro Costa Ferreira sublinhou que esta é, desde há algum tempo, a ideia da APAVT, até porque, tanto o ano passado como neste ?infelizmente, não precisamos convencer ninguém a passar férias em Portugal?, isto apesar de considerar que o turismo interno é fundamental. Quanto à instabilidade económica, política e social, o presidente da APAVT disse concordar com a resposta e mostrou o seu desagrado pelo facto de o turismo ter passado uma vez mais pela questão da greve da TAP (embora esta tenha sido desconvocada) a que se junta agora a paralisação anunciada para a SATA ?com consequências gravíssimas para todos nós?. Depois de abordar a questão dos vistos, deixando claro que a agilização na sua emissão é questão prioritária, Pedro Costa Ferreira avançou que ?temos que nos pôr de acordo em relação aos próximos passos? e que a este acordo ?se siga a acção, porque não podemos só debater?. M.F.