Presidente da CTP exige novidades sobre a TAP

O presidente da Confederação do Turismo Português (CTP), Francisco Calheiros, voltou a abordar a questão da privatização da TAP, exigindo novidades rapidamente e afirmando que é inconcebível que ?não se faça nada nos próximos tempos, seja privatizar ou outra solução qualquer?. Em declarações ao Sol, Calheiros diz que esta é uma das grandes preocupações da CTP, que vai, em breve, pedir esclarecimentos sobre a situação da TAP ao ministro da Economia, Pires de Lima. ?Proximamente, vamos falar com o ministro Pires de Lima para saber o que se passa com a privatização da TAP. Não posso conceber que não se faça nada nos próximos tempos, seja privatizar ou outra solução qualquer, porque a TAP é vital?, afirmou o presidente da CTP. Francisco Calheiros compreende que o Estado não possa injectar mais capital na transportadora de bandeira nacional, mas defende que, no actual impasse, é a TAP e o turismo nacional quem mais perde. ?A TAP tem tido uma estratégia muitíssimo boa no que ao turismo diz respeito. O Estado não pode injectar capital, mas a TAP precisa, porque precisa de mais equipamento. Há rotas que aguentavam mais frequências, mas não se fazem porque não há aviões. Estamos a deixar de ganhar porque não há essa oportunidade de a TAP reforçar linhas?, afirma. I.M.