Presidente da SATA apresenta demissão

O presidente da SATA, António Teixeira apresentou esta segunda-feira o seu pedido de demissão por motivos de “ordem pessoal” e pelo atraso na “implementação de medidas de reestruturação”.

“Além de razões de ordem pessoal, por entre as principais razões que motivaram a sua decisão, encontram-se o atraso verificado na implementação de medidas de reestruturação, que considerou urgentes e necessárias, bem como a impossibilidade de reduzir, até ao final do ano 2019, os prejuízos do Grupo SATA, para metade do valor registado em 2018”, declara a SATA em nota enviada à imprensa.

No mesmo comunicado, a SATA explica que “não obstante alguma melhoria dos resultados operacionais alcançados na SATA Azores Airlines no corrente ano, bem como a restruturação operacional efectuada nas transportadoras do Grupo SATA”, António Teixeira “considerou não terem sido alcançados os objectivos a que se propôs” quando entrou em funções, em 2018.

Recorde-se que em 2018, a SATA registou um prejuízo de 53,3 milhões de euros, superior em 12,3 milhões de euros aos registados no ano anterior.

A substituição e nomeação de um novo presidente do conselho de administração do Grupo SATA “é da esfera de competências e da responsabilidade do Governo dos Açores”, accionista único das empresas do grupo, explica ainda a operadora açoriana.