Programa “+Património +Turismo” com dotação de 10 milhões de euros

O Programa “+Património + Turismo”, cujas candidaturas decorrem de 16 de Junho a 31 de Julho, tem uma dotação global de 10 milhões de euros e pode atribuir um financiamento até ao montante máximo de 500 mil euros.

O Turismo de Portugal apoia a Portugal Ventures no lançamento deste programa, que pretende estimular o aparecimento de startups e de novos negócios, nomeadamente de base local ou regional, associados ao turismo e à valorização do património cultural e natural do país.

Podendo, ou não, ser de base tecnológica, os projectos apresentados no Programa “+Património +Turismo” têm de ter na base a constituição de uma nova empresa, ou de uma empresa constituída há menos de 3 anos. Os participantes devem submeter os seus projectos no portal da Portugal Ventures.

Os projectos devem ter como objectivo essencial a fruição turística do património cultural e natural do País, valorizando aspectos como a história, a arte, a arquitectura, o património religioso, o enoturismo e gastronomia, o desporto associado à natureza ou o geoturismo.

De acordo com o presidente do Turismo de Portugal, “os desafios que se colocam hoje ao turismo exigem uma aposta na criação de propostas de valor inovadoras, assentes em factores distintivos, capazes de gerar mais-valias competitivas para Portugal enquanto destino turístico”.

Desta forma, a incorporação do património cultural e natural nacional nas propostas de valor associadas ao turismo afiguram-se “essenciais”, segundo Luís Araújo, porque “esse património é único, carece de valorização e é capaz de gerar experiências absolutamente autênticas e inigualáveis”, afimou.

Celso Guedes de Carvalho, CEO da Portugal Ventures, acredita que “com este programa o portefólio da Portugal Ventures no sector do turismo será reforçado, nomeadamente em novas áreas que até agora tinham pouca expressão”.