Projecto ?Porto Medical Tourism? foi lançado ontem

Na apresentação do novo produto turístico foi também lançada a nova marca ?oportonity to fell well? que visa potenciar o turismo médico na cidade. A Câmara Municipal do Porto, a Associação de Turismo do Porto, a Travel Health Experiencee o HPP Hospital da Boavista assinaram ontem o memorando de entendimento que assinala o lançamento do novo produto turístico ?Porto Medical Tourism?. Com o objectivo de potenciar este novo produto, foi também lançada ontem a marca “oportonity to feel well”, alinhada com a estratégia da cidade para o turismo e que conta com uma articulação institucional da Câmara Municipal do Porto, com as entidades públicas, bem como da Associação de Turismo do Porto com organismos públicos e privados do sector do turismo. Na plataforma online do Porto Medical Touris, o interessado encontra informações sobre o procedimento pretendido, como preço, unidade hospitalar e descrição da intervenção. Após aprovação da proposta apresentada, é iniciado o plano de viagem, podendo ainda conhecer o médico e receber conselhos clínicos. Aquando da chegada ao Porto é recebido por um colaborador que o levará ao Hospital ou Hotel, mediante plano de viagem. A gestão e a operacionalização logística do processo relacionado com o circuito do cliente, nomeadamente no que respeita à articulação da saúde com o turismo, fica a cargo da Travel Health Experience, que também providencia a assistência e os cuidados pré ou pós-hospitalares. ?Porque acreditamos que o Porto e a região têm qualidade para este tipo de turismo ? quer ao nível de excelência clínica quer ao nível das infra-estruturas hoteleiras e oferta turística de apoio ? apoiamos desde início este projecto que também contribui com maior notoriedade e credibilidade para a cidade?, afirmou Vladimiro Feliz, presidente da Associação de Turismo do Porto. Saliente-se que o turismo médico abrange já cerca de 6 milhões de pessoas, que viajam para a realização de tratamentos médicos. São, sobretudo, pessoas com um perfil de consumo elevado e oriundas de mercados como os EUA, Reino Unido, Canadá, Austrália e Médio Oriente. M.F.