Projectos turísticos integram últimos concursos do ?ON.2 ? O Novo Norte?

O Programa Operacional Regional do Norte ?ON.2 ? O Novo Norte? anunciou ontem o lançamento dos últimos concursos para financiamento comunitário a vários projectos regionais. Orçado em 21 milhões de euros, este pacote de concursos engloba, entre vários projectos, iniciativa de valorização cultural, bem como da qualificação da oferta turística. Em nota à imprensa, a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDR-N) destaca o projecto de preservação e valorização do património cultural da Região Norte, que conta com 10 milhões de euros de apoio, naquela que é a maior fatia do financiamento. Já a segunda maior fatia destina-se ao apoio a infra-estruturas científicas e tecnológicas, num montante de seis milhões de euros, seguindo-se o concurso para a conservação e valorização de espaços naturais protegidos e classificados da região, que conta com uma dotação de dois milhões de euros. Prevista está ainda a criação e desenvolvimento de serviços das bibliotecas públicas a Norte, que conta com um financiamento de 1,5 milhões de euros, existindo também dois concursos para financiar investimentos de qualificação da oferta turística da região e de promoção da marca ?Porto e Norte de Portugal?, com um apoio global de 1,2 milhões de euros. ?A competitividade económica e a coesão territorial são prioridades da Região Norte. Estas opções respondem a essas prioridades e enquadram-se nas possibilidades de escolha definidas pelo Governo?, afirma o presidente da CCDR-N e da autoridade de gestão do ON.2, Emídio Gomes. Tendo em vista dar continuidade ao investimento na promoção e valorização das indústrias criativas no Norte, o ON.2 abre também um envelope de apoios para a realização de ?grandes eventos?, com 600 mil euros. Os concursos foram lançados ontem, 9 de Outubro, e encerram a 8 de Novembro. O programa operacional ON.2 arrancou em 2007 e representa um total de 2,7 mil milhões de euros de fundos comunitários destinados à Região Norte, provenientes do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional. I.M.