Promover boas práticas ambientais “é sinal de coragem” diz presidente da ABAE

As unidades hoteleiras e de restauração que implementam boas práticas ambientais e sociais, que valorizam a gestão ambiental e promovem a educação ambiental para a sustentabilidade demonstram “um sinal de coragem e dão uma prova de visão”, afirmou esta sexta-feira, em Lisboa, José Archer, presidente da ABAE (Associação Bandeira Azul da Europa), entidade que promove a iniciativa “Green Key”.

Na sessão que serviu para entregar os galardões “Green Key” a 93 estabelecimentos de hotelaria e restauração, foram também anunciados outros projectos desta entidade com vista a promoção do turismo sustentável em Portugal, e apresentada a campanha “Depositrão” de resíduos eléctricos, electrónicos, pilhas e acumuladores, dirigida a unidades de alojamento e restaurantes, e gerida pela ERP Portugal (European Recycling Platform).

Este projecto, de inscrição e recolha gratuita pela hotelaria e restauração, por isso, sem qualquer custo de logística para o estabelecimento, já conta com sete hotéis que assinaram o denominado termo de cooperação.

Por outro lado, a ABAE informou aos presentes que já se encontra a concurso internacional a melhor prática ambiental, tendo desafiado as unidades hoteleiras de Portugal a concorrem, já que é um país que se posiciona em sétimo lugar de toda a rede “Green Key” a nível mundial, num universo de 2.600 estabelecimentos galardoados, em 55 países.

A edição de 2017 registou um crescimento de 40% ao nível da atribuição do galardão “Green Key”, comparativamente ao ano anterior, com 32 novas participações, sendo que 62 renovaram. Todas as regiões de Portugal Continental e das Regiões Autónomas da Madeira crescerem.