Protocolo junta turismo e vinhos na promoção de Portugal

O Turismo de Portugal (TP) e a ViniPortugal assinaram ontem, em Lisboa, um protocolo de colaboração que visa integrar o vinho na promoção turística de Portugal, no âmbito do qual estão já previstas algumas acções a nível internacional, bem como um reforço da formação sobre o vinho. De acordo com João Cotrim de Figueiredo, presidente do TP, trata-se de “um protocolo de acção”, que visa “fazer mais e melhor”, aliando “dois dos sectores mais exportadores” da economia portuguesa na promoção da imagem do país. O responsável lembrou que a gastronomia e vinhos é um dos 10 produtos estratégicos previstos no PENT e um dos que mais contribui para a satisfação dos turistas que nos visitam, o que justifica a celebração deste protocolo, que considerou ser de “enorme relevância”. Já Jorge Monteiro, presidente da ViniPortugal, destacou as vantagens que esta parceria vai proporcionar, afirmando que “o vinho é uma componente do turismo e o turismo é muito importante para a afirmação do vinho”, nomeadamente a nível internacional, alertando, no entanto, para a necessidade de se apostar na formação dos recursos humanos. A formação de recursos humanos é uma das áreas previstas no protocolo ontem assinado, que contempla o reforço das acções formativas para jovens e profissionais do sector, bem como a concertação de estratégias de actuação e o desenvolvimento de acções conjuntas, sob as marcas VisitPortugal e Vinhos de Portugal, além da estruturação da oferta enoturística nacional, sob o dístico “Centros de Turismo de Vinho”. Na prática, o protocolo vai dar origem, já a partir de Setembro, à iniciativa “Taste Portugal – London 2014”, que vai aliar a oferta turística nacional à gastronomia e aos vinhos portugueses para promover o país no mercado britânico, com recurso a jantares com conceituados chefe nacionais, provas de vinhos e mostras gastronómicas, até Março de 2015. Presentes na cerimónia de assinatura do protocolo estiveram também os secretários de Estado do Turismo, Adolfo Mesquita Nunes, e da Agricultura, José Diogo de Albuquerque, que saudaram a parceria e a associação entre os dois sectores económicos mais exportadores e que mais crescem actualmente em Portugal. I.M.