Provere iNature defende novos modelos de gestão de áreas naturais

O Conselho de Gestão da Estratégia de Eficiência Colectiva Provere iNature – Turismo Sustentável em Áreas Classificadas mostrou-se preocupado com a “gravosa continuidade dos incêndios” deste ano, que têm devastado recursos de património natural, que coincidem com a rede de áreas geográficas que representa.

Neste sentido, em comunicado citado pela Lusa, o consórcio defendeu a necessidade de se repensarem os modelos de gestão do património nos 12 territórios de elevada importância ambiental e natural que engloba.

“Este é o momento para repensar os modelos de gestão do património destas áreas naturais, dentro da valorização dos princípios do desenvolvimento sustentável para organização dos instrumentos de ordenamento, no sentido do bem colectivo, com a necessária coragem para ir além das questões regulamentares e incorporar um modelo de gestão da propriedade”, alegou, para acrescentar que “é uma perda inquestionável de parte dos seus activos naturais, dos seus valores fundamentais e atractividade”.

No seu entender, são necessários novos mecanismos de resposta ao padrão de abandono do interior do país, que “continua e reiteradamente negligenciado em termos de políticas públicas de desenvolvimento, que respondam em conformidade ao grave problema que teima em ficar à vista de todos”, evidenciando ainda que quer ser parte da solução.

“Solicitaremos no imediato aos Ministérios da Agricultura e Ambiente que nos possam receber para apresentação do nosso contributo de reflexão sobre estas linhas de intervenção, assim como iremos propor à Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional da Região Centro (CCDR-C), que possa connosco analisar esta situação e rever o posicionamento desta iniciativa Provere”, indica ainda o comunicado.

O consórcio responsável pela promoção da Estratégia de Eficiência Coletiva iNature – Turismo Sustentável em Áreas Classificadas representa 12 territórios de elevada importância ambiental e natural. São eles o Parque Natural da Serra da Estrela, paisagem protegida da Serra do Açor, Reserva Natural da Serra da Malcata, paisagem protegida regional da Serra da Gardunha, Geoparque Naturtejo, Parque Natural Local Vouga-Caramulo, ZPE Sicó/Alvaiázere, Parque Natural da Serra D’Aire e Candeeiros, Mata do Buçaco, ZPE Vale do Coa e Reserva da Faia Brava, Serra da Lousã e paisagem protegida da Serra de Montejunto.