Próxima edição do 365 Algarve já está a ser desenvolvida

Nesta segunda edição, que decorrerá de Outubro de 2017 a Maio de 2018, o programa conta com a mesma verba adstrita à primeira edição, mas que será distribuída de forma diferente.

Assim, dos 1,5 milhões de euros disponíveis cerca de 300 mil serão alocados à programação, avaliação e comunicação, enquanto 1,2 milhões vão para o apoio às iniciativas candidatas aos fundos do programa.
Dália Paulo, comissária do 365 Algarve realça que “a aposta mantém-se nas mesmas áreas temáticas que importa consolidar para que o público se habitue a elas e delas se aproprie”.

“Há que trabalhar em várias áreas que podem ser melhoradas e já o fizemos no momento das candidaturas com um regulamento pensado para suprir ineficiências da primeira edição e para dotar os proponentes de mais certezas relativamente a todo o processo de candidatura”, refere a responsável pelo conjunto de eventos.

Vai também haver uma maior participação da Associação de Turismo do Algarve na promoção do programa junto dos mercados emissores de turismo da região, dando a conhecer o destino com este valor acrescentado e uma maior articulação entre a programação desenvolvida e aquela que é a programação cultural de outras entidades na região.

Razões de sobra para acreditar que o segundo 365 Algarve será ainda melhor e mais capaz de responder aos desafios que a sua natureza encerra e para ter certeza de que a aposta é e será vencedora num Algarve que tanto precisava de um programa para alavancar a cultura e a oferta turística. O efeito multiplicador do investimento fez dotar o Algarve de um a oferta cultural sustentada durante os meses de Outubro a Maio, época baixa do turismo.