Queda do preço do petróleo faz disparar lucros da Lufthansa

Os lucros líquidos da Lufthansa dispararam quase 3.000%, de 55 milhões de euros para 1,7 mil milhões em 2015 graças, sobretudo, à queda registada no preço do petróleo, refere a companhia alemã em comunicado.

“2015 foi um bom ano no plano económico”, declarou o presidente executivo do grupo, Carsten Spohr, citado no comunicado da companhia. Apesar de ter sido um “ano emocionalmente difícil” devido ao acidente com o avião da Germanwings, companhia do Grupo Lufthansa, e mau grado as várias greves ocorridas, a companhia registou uma subida exponencial dos seus lucros líquidos, de 55 milhões para quase 1,7 mil milhões de euros.

Na base deste aumento esteve, principalmente, o reduzido preço do petróleo, muito embora a Lufthansa tivesse também conseguido uma melhoria ao nível dos indicadores operacionais no transporte de passageiros, uma vez que as receitas de tráfego somaram 25,32 mil milhões de euros.

O volume de negócios consolidado aumentou em 6,8%, para mais de 32 mil milhões de euros, enquanto o resultado operacional ajustado registou uma  variação homóloga positiva de mais de 55%, para perto de 1,82 mil milhões de euros.

A transportadora espera voltar a crescer em 2016, mas o presidente executivo do grupo admite que a estimativa não tem em consideração eventuais greves, como tem sido recorrente acontecer ao longo dos últimos dois anos.