Quercus atribui “Qualidade de Ouro” a 390 praias portuguesas

Face à época balnear passada, este ano Portugal tem menos seis praias com “Qualidade de Ouro”, uma classificação anualmente atribuída pela associação ambientalista Quercus.

No total, a Quercus atribuiu a classificação “Qualidade de Ouro” a 390 praias portuguesas, sendo 342 costeiras, 39 interiores e 9 de transição, com a associação a explicar que “em comparação com 2017, há menos nove praias costeiras galardoadas, existem mais três praias interiores e igual número de transição”.

Segundo comunicado difundido pela Quercus, Albufeira é o concelho com mais praias com “Qualidade de Ouro”, concretamente 22. Segue-se Almada com 17, Vila Nova de Gaia com 16, Vila do Bispo com 13, e Torres Vedras com 12. Quanto às Regiões Autónomas, nos Açores foram distinguidas 39 praias (mais uma que o ano passado) e na Madeira 17.

Refira-se que as praias identificadas com “Qualidade de Ouro” são as que cumprem os critérios de “qualidade da água excelente nas cinco últimas épocas balneares, de 2012 a 2017” e de “todas as análises realizadas, sem excepção, na última época balnear (de 2017) deverão apresentar valores inferiores a 100ufc/100ml para os Enterococos intestinaise, inferiores a 250ufc/100ml para a Escherichia coli e, para águas interiores, 200ufc/100mle 500ufc/100ml, respectivamente”.

O hastear da primeira bandeira “Praia Qualidade de Ouro” vai realizar-se na praia da Pampilhosa da Serra, em data oportunamente a definir, avançou a Quercus.