Quercus vai atribuir selo de qualidade a agentes turísticos

O projecto, apresentado esta quarta-feira, em Boticas, visa certificar agentes turísticos que respeitem o meio onde estão inseridos e, desta forma, promover o turismo sustentável. Boticas, Arcos de Valdevez e Idanha-a-Nova são os três primeiros concelhos onde o selo vai ser implementado.

“Ceres Ecotur / Eceat” é a denominação do projecto agora apresentado, através do qual a Quercus irá atribuir um selo de qualidade que se destinará a certificar os agentes turísticos que respeitem o meio onde estão inseridos. Um selo que pretende ser, segundo a Quercus, “um referencial de boas práticas ambientais por parte das empresas do sector, que com a sua actividade devolvem à comunidade onde se inserem, mais-valias que lhes permita criar melhores condições de vida”.

Boticas, Arcos de Valdevez e Idanha-a-Nova são os três primeiros concelhos de acolhimento deste novo “ecolabel”, com o qual se pretende “promover a qualidade ambiental nas actividades turísticas através de um sistema de gestão que potencialize um turismo sustentável e com retorno directo à comunidade onde se insere”. Os agentes interessados em obter este selo serão alvo de um processo de avaliação e deverão “cumprir rigorosos critérios de sustentabilidade e responsabilidade social”.

De acordo com a notícia da Agência Lusa, este projecto é acompanhado pela Federação de Turismo Rural de Portugal.