Receitas turísticas em 2016 com o maior crescimento da década

De acordo com dados divulgados esta segunda-feira pelo Banco de Portugal, as receitas da actividade turística em 2016 alcançaram um resultado histórico, com o turismo a reforçar o seu peso no total das exportações.

No ano que passou, as receitas da actividade ascenderam aos 12.680 milhões de euros, num crescimento de 10,7% face ao ano de 2015, ou seja, mais 1.2 mil milhões de euros. Este foi, conforme sublinha a Secretaria de estado do Turismo, em nota enviada à imprensa, “o maior crescimento absoluto dos últimos dez anos”.

Outubro, Novembro e Dezembro foram os meses em que a actividade turística registou maiores subidas, respectivamente +10,3%; +10,8% e +10,7% o que, sublinha a Secretaria de Estado, “prova que a aposta na oferta turística ao longo do ano está a ter resultados positivos”.

Segundo dados do Banco de Portugal, em termos do ano de 2016, o turismo teve um peso de 48,2% nas receitas totais das exportações de serviços e contribuiu com 17% para o total das exportações.

O documento revela também quais os países de origem dos turistas que mais gastaram no nosso país. Assim, e pela primeira vez, foram os turistas franceses quem mais gastou em Portugal (2.277 milhões de euros), seguidos dos britânicos (2.267 milhões de euros) e dos espanhóis (1.641 milhões de euros). Já os mercados que mais subiram nos gastos efectuados no nosso país foram os da Alemanha (+17,6%), Itália (17,2%) e Irlanda (+16%)

Comentando os números divulgados esta segunda-feira, Ana Mendes Godinho, secretária de Estado do Turismo, afirma que eles “reflectem o dinamismo da actividade turística e a capacidade de Portugal crescer cada vez mais em valor, o que demonstra que os turistas que nos visitam estão a gastar mais no destino Portugal”. A governante destaca ainda que “em 10 anos Portugal duplicou as receitas turísticas”.