Receitas turísticas com média de mil milhões de euros por mês

De acordo com Carlos Abade, membro do conselho directivo do Turismo de Portugal, o país deverá terminar o ano de 2016 com uma média de mil milhões de euros de receitas turísticas por mês, depois do acumulado de Janeiro a Setembro se terem registado 10 mil milhões de euros.

A concretizar-se a previsão do Turismo de Portugal, o país ultrapassaria o valor verificado em 2015, ano em que foram registados 11,3 mil milhões de euros de receitas, disse o responsável que falava esta segunda-feira no Convento São Francisco, em Coimbra, na apresentação do projecto Tourism Train Experiences.

Carlos Abade referiu que o turismo foi o sector que “mais contribuiu para o crescimento económico do país”, e um dos que “pode contribuir para a coesão territorial”, realçando que os grandes desafios do sector passam por reduzir “as assimetrias” regionais, bem como combater “a sazonalidade”.

O membro do conselho directivo do Turismo de Portugal considerou que esta evolução das receitas turísticas só é possível graças ao trabalho que está a ser desenvolvido por aquele instituto, das entidades regionais e das milhares de empresas que, “com capacidade de inovar no produto e na venda têm conseguindo dar resposta a um mercado cada vez mais competitivo e exigente”.