Reguengos de Monsaraz vai criar centro Interpretativo e de acolhimento turístico

O município de Reguengos de Monsaraz candidatou aos fundos comunitários a criação de um centro interpretativo e de acolhimento turístico no edifício histórico do antigo Café Central.

O projecto prevê para este espaço uma zona de atendimento turístico, mas também uma área de exposição, degustação e venda de produtos locais e regionais aos munícipes e turistas, com o objectivo de concentrar toda a oferta do concelho disponibilizada aos turistas, como o vinho, a gastronomia, os azeites, a olaria, os enchidos, os queijos, as mantas alentejanas, as ervas aromáticas, o pão, entre outros.

Para a implementação do centro interpretativo e de acolhimento turístico, a autarquia aguarda decisão favorável à candidatura que efectuou através da prioridade de investimento “Conservação, Protecção, Promoção e Desenvolvimento do Património Natural e Cultural – Alentejo 2020”.

Com este novo espaço haverá uma adequada interpretação e uma maior promoção da diversidade do património histórico-cultural, natural e paisagístico, do Grande Lago Alqueva e dos desportos náuticos, do artesanato, da gastronomia e das unidades de turismo, dando a conhecer ao visitante propostas interessantes para prolongar a sua estadia na região.

José Calixto, presidente da Câmara Municipal de Reguengos de Monsaraz, considera que “um dos grandes objectivos deste projecto centra-se na promoção e preservação de um património de relevante valor situado no centro da cidade e que importa conservar para as próximas gerações”.