RENA preocupada com greves anunciadas para a próxima semana

Em comunicado emitido esta terça-feira, a RENA, associação das companhias aéreas que voam para Portugal, mostra-se preocupada com as greves convocadas para a próxima semana, afirmando-se até “surpreendida”, e apela “ao bom senso”.

Recorde-se que os trabalhadores dos aeroportos das empresas Prosegur e Securitas anunciaram intenção de fazer greve de 27 a 29 de Dezembro, enquanto os trabalhadores da Groundforce e da Portway anunciaram que estarão em greve de 28 a 30 de Dezembro.

“Não pondo em causa o direito à greve dos trabalhadores, as companhias aéreas associadas da RENA estão preocupadas com a calendarização das greves, pois irão ter um impacto negativo na operação aeroportuária numa altura crítica para famílias e para os portugueses, perturbando a vida de milhares de pessoas numa época natalícia, sendo que para muitas pessoas é a única altura do ano que podem visitar a família e entes mais próximos”, lê-se no comunicado emitido pela RENA.

A associação das companhias aéreas afirma mesmo não entender o motivo da paralisação dos trabalhadores do handling já que “foi criado um grupo de trabalho para estudo do sector, que tem feito reuniões periódicas e que congrega todos os sindicatos”.

Já no que se refere aos trabalhadores da segurança, sublinha que as companhias aéreas não têm interferência nesta área e que “compete à ANA resolver o tema em termos operacionais”.

Considerando ser “necessário planeamento e intervenção atempada para evitar que os passageiros sejam afectados” a RENA apela “ao bom senso, que tem prevalecido nas relações entre as companhias aéreas e os sindicatos, e ao sentido de responsabilidade dos trabalhadores e esperando que as divergências sejam ultrapassadas sem que seja necessário recorrer a acções que causaram transtornos e incómodos sérios a passageiros e famílias nesta época natalícia”.