Rent-a-car em Portugal cresce 18% em 2016

O sector do rent-a-car em Portugal realizou 2.210.294 contratos de aluguer em 2016, o que representou um crescimento de 18% face ao ano anterior, anunciou a ARAC. Contudo, apesar desta subida, o valor médio por dia de aluguer (RPD) caiu cerca de 7%, o que fez com que as empresas tivessem de realizar um maior volume de contratos para obter resultados.

Constata-se, no entanto, que 2017 será igualmente um ano de crescimento, até porque, de acordo com a ARAC, o aluguer de sistemas de mobilidade estará cada vez mais nos próximos anos na ordem do dia e um dos principais pilares da actividade turística, uma vez que as pessoas deixarão de ser proprietárias dos veículos e passarão a alugá-los consoante as necessidades de maiores ou mais curtas deslocações.

Num horizonte muito próximo, logo que a autonomia dos veículos aumentar e o número de postos de carregamento satisfaçam as necessidades dos utilizadores, a ARAC está convicta que as viaturas eléctricas substituirão as chamadas viaturas clássicas (viaturas com motor a combustão), as quais tenderão a desaparecer gradualmente, e aí, o rent-a-car será certamente o porta-estandarte desta mudança, como o foi no início do século passado com os veículos a combustão que agora cedem o lugar aos veículos eléctricos.