Reposição da taxa de IVA na restauração para 13% chumbada no parlamento

Foi chumbada, mais uma vez a votação em Assembleia da República para a reposição da taxa do IVA nos 13% nos Serviços de Alimentação e Bebidas, uma proposta de lei do Bloco de Esquerda e projectos de resolução do PS, PEV e PCP. A AHRESP reagiu de imediato em comunicado.
A AHRESP, que tinha apresentado a petição, considera, em comunicado, que este chumbo vai “aniquilar o sector e colocar em causa as metas de crescimento do PIB previstas pelo Governo, para este ano.”
A petição realizada pela AHRESP para a reposição do IVA dos actuais 23% para 13% reuniu 22 mil assinaturas. O Bloco de Esquerda, tendo como relatora Mariana Mortágua, apresentou na quarta-feira um projecto de lei sobre a temática e, depois de uma ronda parlamentar incentivada pela Associação, o PS, PCP e PEV, apresentaram projectos de resolução, com o mesmo objectivo, tendo sido todos chumbados pela maioria PSD/CDS.
Para José Manuel Esteves, director-geral da AHRESP “este chumbo representa mais um passo, no sentido da destruição do sector, o que vai colocar em causa as metas de crescimento do PIB do Governo prevista para 2015” acrescentando que para a “AHRESP esta questão é clara: o Turismo é o sector mais dinâmico da Economia, representando Destinos% do PIB, mas o Turismo sem a Restauração representa apenas 5,6% do PIB.”
O director-geral garante também que a AHRESP vai continuar a exigir a reposição do IVA.
M.P.C. 23/03/2015