Restauração e Alojamento lideram criação de emprego

Segundo dados do INE, os sectores da restauração e do alojamento continuaram a liderar a criação de emprego no primeiro trimestre deste ano. O crescimento do número de postos de trabalho nestas áreas foi o maior desde 2011.

As empresas da restauração e do alojamento são líderes na criação de emprego em Portugal, registando, no final do 1º trimestre de 2017, um total de 294.100 postos de trabalho. Este número representa um aumento homólogo de 15,6%, o maior desde 2011, correspondendo a mais 39.700 empregos do que em período igual do ano passado.

Comentando os dados do INE, Mário Pereira Gonçalves, presidente da Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP), explica que “a saída de Portugal do procedimento por défice excessivo e o crescimento da economia e da procura turística foram factores decisivos para este aumento, mas é preciso não esquecer que a firmeza do compromisso do actual Governo na política fiscal sobre o IVA nos serviços de alimentação e bebidas gerou um clima de confiança para as empresas do nosso sector que se reflecte nos números agora divulgados”.

Sublinhe-se igualmente que, no primeiro trimestre deste ano, o canal HORECA representou 6,3% do total da população empregada. “Estamos convictos de que esta performance das nossas empresas se irá manter ao longo do ano», garante Mário Pereira Gonçalves.

Em nota à imprensa, a AHRESP sublinha “a dimensão salarial dos postos de trabalho das empresas deste sector, que remuneram os seus trabalhadores muito acima das médias nacionais”.