Restauração e alojamento turístico batem recordes de empregabilidade

Segundo dados divulgados esta quarta-feira pelo INE, no final terceiro trimestre do ano, o número de postos de trabalho na restauração e alojamento turístico ascendia a 345,9 mil, representando mais 53 mil empregos face ao período homólogo.

Com um aumento de 18,1% face ao número de postos de trabalho existentes nestes sectores no terceiro trimestre do ano passado, o canal HORECA atinge “um novo máximo histórico na empregabilidade”, sublinha a Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP) em nota à imprensa.

Os 53.000 novos postos de trabalho representaram 37,4% do total nacional de todos os novos empregos criados no 3º trimestre de 2017, com o sector da Restauração a ser responsável, por si só, por 44.600 novos postos de trabalho (+19,9%) enquanto o alojamento turístico criou mais 8.400 (+12,3%).

Para Mário Pereira Gonçalves, presidente da AHRESP, “estes números evidenciam bem o compromisso assumido pelas nossas empresas na criação líquida de emprego, facto que se verifica, inquestionavelmente, desde o dia 1 de Julho de 2016, com a reposição parcial da taxa do IVA dos Serviços de Alimentação e Bebidas”.