Restauração e Bebidas isentas das novas regras do Regime Simplificado de IRS

Em comunicado, a Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP) veio congratular-se com a decisão de isentar das novas regras do Regime Simplificado de IRS, o sector da restauração e bebidas que, segundo avança a associação, tem 28.000 empresários enquadrados neste Regime.

Esta foi, aliás, uma das reivindicações feitas pela AHRESP em sede de negociação do Orçamento de Estado para 2018, ainda a decorrer, com o objectivo de “evitar aumentos das cargas fiscais e dos custos de contexto, e em paralelo promover o desagravamento fiscal”. Daí que esta entidade associativa se congratule com a situação criada para o sector da restauração e bebidas.

Em nota à imprensa, a AHRESP explica que também lutou pela não inclusão do Alojamento Local nas alterações do Regime Simplificado de IRS, uma pretensão que, no entanto, não colheu resposta positiva. Neste caso, adianta a Associação, foi mesmo assim dado um passo positivo, uma vez que ficou acordada “a justificação de 15% das despesas, quando a proposta inicial do Governo era 65%, para além da inclusão de um conjunto de novas despesas, como as amortizações dos imóveis”.

Na agenda reivindicativa da AHRESP, constam ainda a eliminação do Pagamento Especial por Conta, bem como a extinção da contribuição de 1% das empresas para os fundos de compensação.