Roadshow de Cuba da Sonhando, Solférias e iTravel: um “êxito sempre em crescendo”  

Depois de Coimbra e do Porto, a 12 e 13 deste mês, foi a vez de Lisboa receber esta quinta-feira o roadshow anual sobre Cuba promovido pelos operadores Sonhando, Solférias e iTravel, parceiros nas operações charter para Cayo Coco e Varadero e responsáveis por 38% do total de turistas portugueses que visita aquele país.

Os dados, do Ministério de Turismo de Cuba, levam José Manuel Antunes, director-geral da Sonhando, a destacar que “mais de um terço dos portugueses que vai a Cuba fá-lo com os três operadores desta pool de operadores”, sendo números “expressivos e uma marca de garantia total de qualidade”.

Sobre o roadshow que depois de Lisboa segue para a Madeira, esta sexta-feira e terminará dia 20 nos Açores, José Manuel Antunes fez um balanço muito positivo afirmando que “tem sido um êxito sempre em crescendo ao longo destes anos”, algo que espera que “possa vir a reflectir-se nas vendas”.

“Este é o quinto ano que fazemos este roadshow, temos vindo a alargar os locais que visitamos, começamos com três paragens, passámos para quatro e este ano passámos para cinco, acrescentando os Açores”, comentou. A propósito diz que “só nos falta o Algarve” mas alargar mais os locais a visitar “não é fácil porque neste roadshow estão sempre presentes todos os nossos fornecedores cubanos”. Sublinha aliás que “a principal diferença entre este roadshow e todos os outros é que temos sempre 100% dos nossos fornecedores connosco”.

As operações charter da Sonhando, Solférias e iTravel começam a 9 de Julho para Cayo Coco, terminando a 10 de Setembro (data da última partida), enquanto para Varadero estendem-se de 2 de Junho a 6 de Outubro e o responsável antecipa um resultado acima do ano passado: “Pensamos aumentar em relação a 2017 não só pelo grande potencial de crescimento do destino Cuba no mercado português, mas desde logo porque o ano passado tivemos que cancelar as duas últimas partidas para Cayo Coco e as últimas quatro para Varadero devido ao furacão Irma”.

A propósito dos prejuízos causados por estes cancelamentos, José Manuel Antunes sublinha que “a nossa companhia de seguros, a SGS, devolveu-nos 93.000 euros que adiantámos aos nossos passageiros”, o que reflecte “a importância desta pool de operadores estar já a trabalhar com seguros que estão de acordo com a nova directiva das agências de viagens”.

Varadero é rei nas vendas, mas Cayo Coco, continua a consolidar-se e “este ano vamos ter um Cayo Coco mais bonito do que nunca a funcionar”, garante José Manuel Antunes, afirmando que todas as unidades hoteleiras afectadas pela passagem do furacão Irma o ano passado estão não só recuperadas como “ainda melhores do que eram antes”.

Em declarações ao Turisver.com, José Manuel Antunes sublinhou ainda dois aspectos: a presença da Embaixadora de Cuba no roadshow, reflectindo que “a proximidade com a Embaixada de Cuba é para continuar” e a parceria com a MSC Cruzeiros que “é para manter e para alargar, o que se nota claramente quando duas das sessões do nosso roadshow, a do Funchal e a de Ponta Delgada, são feitas a bordo de navios da MSC Cruzeiros”.

 

*Leia mais na próxima edição da revista Turisver