“Rostos do Turismo”: Luís Correia da Silva director executivo da TT-ThinkTur

Luís Manuel Miguel Correia da Silva nasceu em 1956, em Lourenço Marques, Moçambique. É sócio gerente e director executivo da TT-ThinkTur, membro do Conselho Geral da AHP- Associação da Hotelaria de Portugal e vice-presidente da CTP- Confederação do Turismo Português, em representação da AHP.

Desempenhou funções de presidente do Conselho de Administração e administrador Executivo da Aequitate S.A., de presidente do Conselho de Administração da SPDH – GroundForce S.A., de vogal do Conselho de Administração da TAP Portugal SGPS e S.A. e de vice Chairman da Air Macau, em representação da TAP Portugal. Foi presidente da Comissão Executiva da SAIP – Projecto Parque Alqueva, Alentejo e administrador Executivo da Lusotur S.A. e do Grupo André Jordan. Foi administrador não executivo de várias empresas do sector de turismo.

Já a viver em Portugal, licenciou-se em Agronomia pelo Instituto Superior de Agronomia da Universidade Técnica de Lisboa. Posteriormente, fez ainda o mestrado em Economia pelo Instituto Superior de Economia da Universidade Técnica de Lisboa e uma pós-graduação em Comércio Internacional pela École du Commerce Solvay da Universidade Livre de Bruxelas, na Bélgica.
A nível profissional, Luís Correia da Silva começou por ser assistente no Instituto Superior de Agronomia, depois foi delegado do ICEP (Instituto do Comércio Externo de Portugal) nas cidades de Argel (Argélia), Bruxelas (Bélgica) e Haia (Holanda).

A seguir, foi promovido a director do ICEP encarregado pela área de Equipamentos e Serviços, passando depois a vice-presidente do Instituto de Promoção Turística.
Em 1991, Luís Correia da Silva assumiu a vice-presidência do Conselho de Administração do ICEP na área do Comércio Internacional. No ano seguinte trocou esta área pela do Turismo, pela qual foi responsável ao longo de quatro anos, até 1996. Durante este período de tempo em que dirigiu o Turismo, Luís Correia da Silva foi presidente da Comissão de Organização do Congresso Internacional da ASTA (American Society of Travel Agents – Sociedade Americana de Agentes de Viagens) que decorreu em Lisboa, em 1994.
Após a sua saída do ICEP em 1996, foi director da Comissão de Planeamento da ETC (European Travel Comission – Comissão Europeia de Viagens), administrador executivo da Lusotur, SA, e do grupo empresarial André Jordan. Foi também administrador da Aparbelas, SA, uma joint-venture da Planbelas, SA, com o grupo de hotéis D. Pedro responsável pela construção de um conjunto turístico no Belas Clube de Campo, e ainda “International Advisor” do presidente Executivo da WTTC – World Travel and Tourism Council e representante do Grupo André Jordan nesta organização durante vários anos.
A vasta experiência de Luís Correia da Silva na área do turismo levou a que fosse convidado pelo primeiro-ministro social-democrata Durão Barroso, em Abril de 2003, a tomar conta da Secretaria de Estado do Turismo. A 8 de Abril, tomou posse e passou a integrar o XV Governo Constitucional, trabalhando directamente com o ministro da Economia Carlos Tavares, até 2004.

Correia da Silva é professor auxiliar convidado do Mestrado em Economia/ Gestão da Universidade Nova-School of Business & Economics e foi professor do MBA Executivo em Planeamento e Gestão do Turismo da Universidade Autónoma de Lisboa e professor assistente do Departamento de Economia e Sociologia Rural do I.S.A/UTL.