SATA procura parceria estratégica com TACV

A SATA está a avaliar uma parceria com a Transportadora Aérea Cabo-verdiana, a TACV. O anúncio foi feito pelo presidente do Conselho de Administração do grupo açoriano de aviação, Paulo Menezes.

A Azores Airlines, do grupo açoriano SATA, inaugurou, no último sábado as ligações aéreas bissemanais entre Boston e a cidade da Praia, via Ponta Delgada, passando a uma operação semanal no Inverno.

“Acho que temos condições para avaliarmos uma parceria. Uma parceria estratégica desde logo pela via da nossa operação, mas essa parceria pode ser estendida a outras áreas (…) A SATA está interessada em avaliar com a TACV e com o governo dos Açores e de Cabo Verde todas as hipóteses”, afirmou aos jornalistas, Paulo Menezes, na capital cabo-verdiana, à chegada do voo inaugural.
Por seu turno, o ministro das Finanças de Cabo Verde, Olavo Correia, disse que Governo registou o interesse da SATA na TACV, mas que o assunto deverá ser abordado num outro momento.

“Registamos o interesse da SATA para abordarmos o assunto da TACV, mas é uma questão que futuramente estará na agenda. Nesse momento o que é importante realçar este engajamento da SATA em oferecer ao povo cabo-verdiano mais este produto para atingir o mercado europeu e o mercado americano”, adiantou Olavo Correia.

O ministro de Cabo Verde assinalou ainda “o enorme potencial turístico e económico” da nova rota aérea com os Açores e o contributo para o reforço das relações “no quadro da Macaronésia”, assegurando o apoio do Governo à companhia açoriana.

“Estamos a melhorar a oferta para Cabo Verde. Vai ser mais fácil ligar Cabo Verde aos Estados Unidos através deste voo e é muito importante para Cabo Verde aumentarmos a escala e termos ligações com a nossa diáspora e com o mundo com uma oferta competitiva ao nível dos preços”, disse.

Paulo Menezes sublinhou, por seu lado, que a ligação com Cabo Verde faz parte da estratégia da SATA de “criar uma porta de entrada entre os Açores, a Macaronésia (Açores, Madeira, Canárias e Cabo verde) e os dois lados do Atlântico”.

Refira-se que o Governo cabo-verdiano tem em elaboração um plano de reestruturação para privatização da operação internacional da companhia pública Transportes Aéreos de Cabo Verde (TACV), tendo acordado, por outro lado, com a canarina Binter Cabo Verde a cedência das rotas domésticas a partir de Agosto.