SET quer Turismo de Portugal com ?maior peso político e institucional?

O objectivo foi avançado pelo secretário de Estado do Turismo em entrevista que publicaremos na edição de 5 de Dezembro da Turisver, que será distribuída no Congresso da APAVT. Nesta entrevista, o governante deixou claro que em matéria de promoção as directrizes do TP irão manter-se inalteradas. Com a entrada em funções da nova equipa do TP a acontecer ainda este ano, o secretário de Estado do Turismo revelou-nos a vontade de ?reforçar o peso político, social e institucional do Turismo de Portugal? e ?a sua vocação internacional?, no sentido de ?reforçar a posição e a participação de Portugal no xadrez mundial enquanto potência turística?. Outra vertente que Adolfo Mesquita Nunes pretende reforçar no TP é a do financiamento. ?Vamos continuar a apostar no próximo mandato do Turismo de Portugal, nesta vertente de financiamento, porque não podemos ter apenas promoção, temos que garantir a competitividade do sector?, afirmou Já no que se refere à promoção, as directrizes não irão sofrer alterações. ?Do ponto de vista da promoção, mantém-se, pelo menos enquanto for este o contexto orçamental em que vivemos, a direcção no sentido do marketing estratégico e de ter a ideia da venda sempre presente?. Mantém-se, assim, o desinvestimento em feiras e uma aposta forte nos meios online. ?Até agora não senti, nem o sector me fez sentir, que os resultados poderiam ser melhores se tivéssemos seguido outro caminho. Portanto, parece-me que esta estratégia tem provado o seu acerto?, explicou o secretário de Estado. M.F. * Leia mais na edição de 5 de Dezembro da revista Turisver