Sociedade de Jogos de Macau diminui lucros no 1º semestre

De Janeiro a Junho deste ano, os lucros da Sociedade de Jogos de Macau atingiram os 955 milhões de dólares de Hong Kong (cerca de 103,5 milhões de euros), um resultado que reflecte uma descida de 12,9% face a igual período de 2016 e que contrasta com os resultados positivos das restantes operadoras de jogo na região.

Em comunicado citado pela Agência Lusa, a Sociedade de Jogos de Macau anuncia receitas totais no valor de 20.641 milhões de dólares de Hong Kong (2.236 milhões de euros) no período em análise, com as receitas do jogo a corresponderem a 20.375 milhões de dólares de Hong Kong (2.206 milhões de euros). Face ao mesmo período do ano passado foi registada uma quebra de 2%, o que levou a quota de mercado da SJM a cair para os 16,7%.

As receitas de jogo do segmento VIP (grandes apostas) totalizaram 9.817,9 milhões de dólares de Hong Kong (1.063 milhões de euros), – 3,4% que no primeiro semestre de 2016, enquanto as do mercado de massas desceram 0,5% para 10.135,2 milhões de dólares de Hong Kong (1.097 milhões de euros).

As quebras registadas pela SJM, que opera 21 dos 39 casinos de Macau, foram justificadas pelos contratempos verificados na construção do Grand Lisboa Palace, o futuro resort integrado da SJM no Cotai que irá ocupar uma área de 521.000m2.

A contrastar com os resultados da SJM, o mês de Julho foi o 12º consecutivo em que se registou subida das receitas da indústria do jogo em Macau, com os casinos da região administrativa especial a fecharem o mês com receitas de 22.964 milhões de patacas (2.412 milhões de euros), +29,2% que no período homólogo do ano passado.