Star Alliance reafirma estratégia digital

Jeffrey Goh, CEO da Star Alliance, foi à reunião anual da IATA que se realiza em Sidney, na Austrália, sublinhar a alteração de foco na estratégia da Star Alliance, que aposta agora numa plataforma de serviços digitais destinada a melhorar a experiência dos passageiros, sobretudo dos que na mesma viagem voam com várias companhias.

Intervindo na reunião da IATA, o responsável frisou que a Star Alliance está a começar a implementar uma plataforma de serviços digitais (DSP) que vai permitir aos passageiros terem uma ampla melhoria na sua experiência de viagens, através de procedimentos como o total rastreio das suas malas e a possibilidade de completar a marcação de lugares sempre que adquiram um bilhete interline que cruze várias companhias aéreas integradas na aliança.

Ter um controlo total sobre a sua viagem, poder controlá-la com a ponta dos dedos é algo cada vez mais importante para muitos viajantes. Daí que no centro do reposicionamento estratégico da Star Alliance esteja o aproveitamento das tecnologias digitais para melhorar a experiencia de viagem dos seus passageiros, explica a Aliança em comunicado.

A base para esta transformação digital foi implementada na Star Alliance há vários anos, com a criação de uma infra-estrutura TI hub, que permitiu já uma melhor integração de serviços entre as companhias aéreas associadas, tendo sido alcançadas melhorias na fiabilidade do check-in para itinerários de várias companhias ou na garantia de um crédito mais rápido de milhas de passageiro frequente.

Agora, a direcção a seguir é a da implementação da plataforma de serviços digitais (DSP) lançada oficialmente em Fevereiro deste ano, mas o CEO da Star Alliance não se comprometeu com prazos para a sua total execução, uma vez que, conforme sublinhou, as várias companhias aéreas membros da Star Alliance estão em estados muito diferentes da sua própria estratégia digital, o que representa “um desafio para a Aliança”.

Segundo avança um comunicado da Star Alliance, a Lufthansa está já a usar esta plataforma para “fornecer informações de rastreio de bagagem”  aos seus passageiros que utilizam mais do que uma companhia aérea na mesma viagem, enquanto a United permitiu, através do seu site e app, reservas antecipadas de assentos para voos operados pela Singapore Airlines.