Tailândia aposta no reforçar da confiança de turistas no destino

A TAT – Autoridade de Turismo da Tailândia lançou diversas iniciativas de modo a garantir o reforço da segurança dos turistas e reafirmar ao mundo que, apesar dos incidentes de 11 e 12 de Agosto, a Tailândia continua a ser um destino seguro.

Foi lançado o programa “We Care”, que visa “sensibilizar as comunidades locais a encorajarem turistas a participarem em experiências culturais associadas a tradições regionais”, explica o governador da TAT, Yuthasak Suparsorn.

Por outro lado, o “Situation Monitoring Center” é um sistema que permite monitorizar em tempo útil notícias, estatísticas, reservas e cancelamentos, nos mercados nacional e internacional. O sistema irá facilitar a tomada de decisões para a resolução de situações de crise que afectem a indústria.

Segundo a informação recolhida até à data, os incidentes não tiveram grande impacto nas deslocações de turistas residentes, e no que respeita à recepção de turistas internacionais houve apenas um pequeno impacto nos mercados mais sensíveis, não havendo grandes alterações nas reservas, no imediato e futuro próximo.

Em acréscimo ao “Situation Monitoring Center” e ao “We Care”, a TAT está a planear a organização de vários eventos para atrair visitantes, como o “Jazz Run Cycling Hua Hin Festival”, aliando jazz, gastronomia, ciclismo e golfe, e o “Magnificent Thailand”, um festival de gastronomia e mercados de rua, com decorações luminosas e espectáculos de vídeo mapping.

Por fim, a TAT vai voltar a promover a campanha “Thailand’s Luckiest Visitor”, que premiou uma de cada mil entradas no país entre Junho e Dezembro de 2015. Para este serão premiados os visitantes 30º, 31º, 32º, 33º e 34º milhar que entrarem no Reino da Tailândia.

Yuthasak Suparsorn acredita que “todas estas iniciativas em conjunto vão estimular o aumento da procura até ao final do ano, permitindo que o destino ultrapasse receitas esperadas na ordem dos 60 mil milhões de euros”.