TAP comemora 50 anos de ligações a Recife

“O Recife é um dos destinos chave de nossas operações no Brasil”, defendeu esta quarta-feira o presidente executivo da TAP, Fernando Pinto, no acto que assinalou as comemorações dos 50 anos das ligações aéreas da transportadora àquela cidade brasileira, uma longa história que classificou de “sucesso”.

“Actualmente servimos todo o Nordeste brasileiro, o Sudeste e o Centro-Sul do país, mas esta história com Pernambuco é longa, pois estamos a falar de 1967, ano no qual iniciamos o voo a bordo de um B707 com 50 convidados”, referiu Fernando Pinto, para acrescentar que hoje, o Recife “é mais um dos pólos importantíssimos de distribuição de passageiros pelo Brasil, já que em 2000 decidimos fazer de Lisboa uma porta de saída para o Brasil.

Refira-se que a TAP, que nunca deixou de ligar Lisboa a Recife neste últimos 50 anos, oferece actualmente um voo diário entre Lisboa e a capital pernambucana.

A cerimónia, que decorreu no stand da TAP na BTL, contou ainda com as presenças do president da Empetu, Adaílton Feitosa, o presidente da Embratur, Vinicius Lummertz, o vice-ministro do Turismo do Brasil, Alberto Alves, e o director da TAP no Brasil, Mário Carvalho.

O president da Empetur referiu, por sua vez, que o organism que dirige “tem investido muito em acções promocionais no mercado europeu e, para isso, a conectividade realizada pela TAP entre os continentes é considerada fundamental”.

Para o presidente da Embratur, o potencial desta relação da TAP com o Brasil “é muito maior no futuro do que no passado”, realçando que o Brasil “tem um potencial turístico enorme e agradecemos a TAP por acreditar nisto desde o início”.