TAP prepara nova carta de vinhos

A TAP está a preparar uma nova carta de vinhos para a classe Executiva. A escolha dos vinhos tem por base uma experiência inovadora, já que todos foram experimentados por especialistas a mais de 30 mil pés de altitude. Pela primeira vez, a escolha dos vinhos a serem servidos na Executiva da TAP, baseou-se em duas provas distintas, a primeira realizada em terra, a segunda a bordo de um avião. Segundo a companhia “o objectivo é tornar ainda mais rigoroso e aprimorado o processo de escolha de vinhos servidos a bordo, a pensar no consumidor final, os clientes da TAP”. Tudo isto porque, segundo diversos estudos, a altitude influencia a forma como são percebidas as refeições, já que cerca de 30% das capacidades olfactivas e gustativas sofrem alteração. A prova de vinhos realizada pela TAP começou em terra, com a prova-cega de 40 vinhos brancos, 40 vinhos tintos e 10 espumantes. Os 10 vinhos brancos, os 10 vinhos tintos e quatro espumantes mais bem classificados em terra foram depois experimentados a bordo de um A330, a mais de 30 mil pés de altitude, com o júri a ser constituído por nove especialistas, seis portugueses e três brasileiros, entre escansões, chefs de cozinha e jornalistas da especialidade. Em comunicado, a companhia afirma que vai continuar a ser “uma montra privilegiada para os vinhos nacionais, dando-os a conhecer aos seus passageiros em todo o mundo e representando um importante cliente para os produtores nacionais”. Sublinha ainda que durante o ano passado foram servidas a bordo 700 mil garrafas de vinho e vendidas 800 mil através das Lojas Francas, pelo que “o Grupo TAP comprou 1 milhão e 500 mil garrafas de vinhos nacionais” em 2012. M.F.