TAP quer ter preço para todos os passageiros

Paula Canada, directora de marketing da TAP, apresentou a nova estratégia comercial da companhia aérea, que passa por mais classes e pela introdução de preços low cost para 52 rotas que a transportadora opera, na Europa, Norte de África e ilhas portuguesas.

A TAP implementa a partir desta quinta-feira, uma nova política comercial passando a concorrer com as companhias de baixo custo. A redução média das tarifas mais baixas é de 34%, face ao preço mais baixo praticado até agora na  classe “Discount”. As reservas já estão abertas para voos a realizar a partir do mês de Outubro.

Segundo Paula Canada “ estes lugares de preço mais baixo vão existir até à data do voo, sendo no entanto com o passar do tempo progressivamente mais caros”, para indicar ainda que as outras classes do avião, quando marcadas com a devida antecedência, serão igualmente a preços mais baixos do que actualmente.

São 52 as rotas que verão reduzidos os seus preços, passando a TAP a oferecer tarifas em algumas rotas a partir de 32 euros por percurso, já com taxas incluídas. Alguns dos exemplos que comprovam a baixa dos preços foram demonstrados pela directora de marketing da companhia, que deu como exemplo a tarifa Lisboa-Bruxelas que custava 52,42€ e passa a ter um custo de 35€ por percurso com as taxas incluídas, ou seja, menos 33%; ou um voo entre Lisboa e Valencia que estava a ser comercializado por 94,42€, e passa a custar 59€, obtendo assim uma redução de 37%.

O cliente da classe Discount onde se aplicam os preços low cost, só terão assentos nas últimas filas do avião, lugares não marcáveis antecipadamente, com cadeiras de design agronómico que no entanto não reclinam, não terão direito a bagagem de porão, podendo transportar uma bagagem de cabine que não ultrapasse os oito quilos, e não terão possibilidade de reverter o bilhete caso não façam a viagem.

O slogan com que a TAP define esta campanha é “escolha como quer voar. Pague só o que precisa”, tendo Paula Canada definido esta aposta como “uma forma a competir no segmento das tarifas mais baixas do mercado, cabendo a cada cliente escolher, de forma simples e transparente, o nível de serviço que melhor se adequa à sua viagem e pagando apenas o preço correspondente ao tipo de produto que valoriza”.