Taxa para visitas a Veneza em vigor a partir do Verão

A partir de 1 de Julho, quem pretender visitar a cidade de Veneza vai ter que pagar entre 3€ a 8€, consoante seja época baixa ou alta. A taxa pode mesmo chegar aos 10€ em períodos considerados críticos, como datas festivas ou alguns fins-a-semana.

A taxa, que deveria ter já entrado em vigor este ano, foi adiada para Janeiro de 2020 e mais recentemente para Julho do próximo ano, é conhecida como “contributo de acesso”, algo que aqueles que pernoitem em Veneza não terão que pagar pois já pagam uma taxa sobre as dormidas (para já até 5€ por pessoa / noite, embora haja planos para aumentar o montante). Há ainda outras excepções como os que têm que se deslocar a Veneza em trabalho, para tratamento médico, deficientes físicos, estudantes ou visitas por motivos familiares. Estão também isentos os turistas italianos. Com um total de 22 excepções, há quem apelide este “contributo” de taxa para cruzeiristas ou, de forma mais lata, para excursionistas.

A taxa, que também se aplica a ilhas da lagoa veneziana, como Murano ou Burano, integra-se no âmbito das várias medidas que estão a ser introduzias na cidade com o objectivo de minorar os impactos negativos do excesso de turistas. Recorde-se que ainda no passado mês de Agosto, os responsáveis da cidade anunciaram que está a ser planeado o redireccionamento dos maiores navios de cruzeiro para outros portos que não o mais central de Veneza.

O sistema de cobrança deverá assentar no pagamento antecipado online, mas está também em análise a possibilidade de instalação de máquinas em pontos estratégicos da cidade. Recorde-se no entanto que foi já anunciado que a partir de 2022 todos os turistas que desejem visitar a Veneza terão que registar-se online, reservar e pagar antecipadamente.