Terrorismo foi tema na abertura da convenção da GTBA

A Global Travel Business Association Convention a decorrer em Denver, Estados Unidos da América, até dia 20 de Julho, contou com um primeiro dia de convenção marcado pela intervenção de Michael McCormick, director executivo e COO da GTBA, sobre os recentes actos terroristas.

McCormick dedicou um minuto de silêncio aos mortos em Paris, Nice, Turquia, Chicago e outras regiões atingidas por grupos extremistas. O director executivo e COO da GTBA falou do “local perigoso que é o mundo”, e dos esforços que a sociedade em geral faz para prevenir actos terroristas. Dirigiu-se aos representantes da indústria do turismo presentes da convenção e questionou-os sobre “o que podemos fazer de maneira diferente?” e em relação ao “que podemos fazer melhor?”. Terminou por afirmar que as respostas estão na consciência de cada um e que o sector deve “lutar pela indústria que todos conhecemos, adoramos e confiamos”.

O evento é o maior do mundo no segmento de viagens corporativas. Conta com a participação de aproximadamente sete mil profissionais de mais de 50 países, gerando mais de 24 horas de networking e 50 horas de pequenas convenções educativas. Para estas foram convidados mais de 160 palestrantes, que ocupam salas e outras áreas do centro de convenções da cidade de Denver.

Ainda relativamente ao tema terrorismo, e ainda no primeiro dia de convenção, é de destacar a intervenção de Petter Neffenger, comandante da Transportation Security Administration, em que afirmou que todos os ataques terroristas forçam o sistema a repensar técnicas de segurança, sendo, contudo, difícil prever todas as acções. Também Oscar Munoz, CEO da United, afirma que embora este seja real a indústria das viagens “não se pode render ao medo”.