Thomas Cook perde milhões de libras

A Thomas Cook não vai atingir a sua meta de lucro para 2016, após os ataques terroristas da Turquia terem levado clientes a outros destinos. O operador turístico espera assim um lucro anual de 300 milhões de libras, em comparação com o lucro entre 310 e 335 milhões de libras de 2015.

As reservas dos últimos três meses, até 30 de Junho, caíram 5% devido à fraca demanda pela Turquia, que foi o segundo maior mercado para a Thomas Cook, em 2015, segundo a Hargreaves Lansdown.

Em declarações recentes, o Ministro do Turismo da Turquia revelou que o número de visitantes estrangeiros ao país decresceu 41% em Junho, para os 2.44 milhões de pessoas. Tal verifica-se após o ataque de Julho ao Aeroporto de Istambul e à tensão política que se sente no país devido ao golpe de estado contra o Presidente da Turquia.

Segundo o operador turístico a receita do terceiro trimestre caiu 8%, sendo que as perdas antes de impostos subiram dos 44 milhões libras de 2015 para os 64 milhões de libras. Adianta ainda que os resultados financeiros foram também afectados pelo ataque em Bruxelas, em Março deste ano.

Ainda assim, A Thomas Cook conseguiu aumentar as vendas de determinados destinos, como o Mediterrâneo Ocidental, a Bulgária e Cuba, sendo que as acções Thomas Cook subiram 9%, devido à inesperada facilidade de venda dos programas de Inverno.