Thomas Cook volta a programar Tunísia em 2018

No final de Julho o Governo britânico alterou a sua visão em relação ao destino Tunísia, declarando ser novamente seguro viajar para grande parte do país. Como consequência, e devido ao interesse dos seus clientes, a Thomas Cook volta a programar o destino em 2018.

Os programas para a Tunísia da Thomas Cook têm partidas marcadas desde 13 de Fevereiro de 2018, sendo que se encontram já à venda. Vão disponibilizar, de início, alguns resorts, maioritariamente nas imediações de Hammamet, e apenas oito hotéis, onde o grupo afirma ter confiança de poder oferecer a qualidade a que habituou os seus clientes. A Thomas Cook tinha já programas e equipas disponíveis para os seus clientes da Alemanha, Bélgica e França, cujos governos não desaconselharam viagens para o país.

A Tunísia é um destino popular há algumas décadas, com a Thomas Cook a levar mais de 200.000 turistas britânicos ao destino em 2014. Número que decresceu drasticamente após a tragédia que se abateu na praia de um hotel em Sousse, em 2015. Desde então que o governo local tem vindo a tomar medidas de segurança que melhor possam prevenir e lidar com ataques terroristas. Embora o Foreign Commonwealth Office desaconselhe viagens para algumas partes do interior e fronteiras da Tunísia, tal não afecta os resorts que se encontram a suficiente distância desses locais.