TP quer portugueses a ajudar em filmes promocionais da região Centro

Com a campanha promocional “Faça um plano pelo Centro”, o Turismo de Portugal desafia os portugueses a colaborarem, com imagens, para os quatro filmes da campanha, subordinados aos temas “Aventura”, “Criatividade”, “Herança” e “Natureza”.

“Faça um Plano pelo Centro de Portugal” é o mote da campanha que o Turismo de Portugal lançar a campanha para promover esta região do país, recentemente afectada pelo maior incêndio de que há memória. A campanha vai ter por base quatro filmes realizados por quatro realizadores portugueses convidados, com cada um deles a ter a seu cargo um tema diverso: “Aventura”, “Criatividade”, “Herança” e “Natureza”.

Inédito é o facto de todos os portugueses poderem ver incluídas imagens suas nos filmes. Assim, Diogo Morgado desafia os portugueses a fazerem imagens para um filme subordinado ao tema “Aventura”. Edgar Pêra vai trabalhar a “Criatividade”. A Pedro Varela cabe a “Herança”, enquanto Ruben Alves espera ser surpreendido pelas melhores imagens da “Natureza” da região centro.

Cada filme terá entre 2 a 3 minutos e vai incluir planos feitos pelos portugueses que podem fazer o upload das imagens a partir de 1 de Agosto no site http://ponhaportugalnomapa.pt  e submetê-las até ao final do mesmo mês. A versão final dos filmes será apresentada no próximo mês de Outubro. Por enquanto pode assistir ao filme que serve e suporte à campanha em https://youtu.be/W2MvvqmJJbs.

A propósito desta nova campanha, Luís Araújo, presidente do Turismo de Portugal lembra que “o nosso papel é mostrar que há muita qualidade, cultura e história no centro do país, que contínua a ser um excelente destino de férias”.

Na apresentação da campanha esteve presente a secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho que considerou o conceito da iniciativa “fantástico, porque retrata a mobilização dos portugueses” para ajudar uma região face à fatalidade que aconteceu há um mês. “É extraordinário o facto de ser um projecto colectivo que envolve muitas entidades e instituições, artistas e os próprios residentes na região”.