Trancoso lança rotas e circuitos culturais

Ao todo, são cinco rotas e circuitos culturais que, para a Câmara Municipal de Trancoso, têm por objectivo “aumentar a oferta turística do concelho e melhorar a informação disponibilizada aos visitantes”. O projecto está integrado no programa das Aldeias Históricas de Portugal e envolveu a criação de quatro circuitos culturais na cidade e um que faz a ligação entre Trancoso e a aldeia de Moreira de Rei. O primeiro circuito foi denominado de “Perímetro Amuralhado” e envolve todos os monumentos que se encontram no interior das muralhas de Trancoso. O segundo, “Campo da Feira”, circunscreve as zonas onde se situam as capelas de São Bartolomeu, Santa Eufémia e o antigo Convento dos Frades. A fazer a ligação desde a cidade até ao Planalto de São Marcos, onde ocorreu a Batalha de Trancoso, travada em 29 de Maio de 1385, entre portugueses e castelhanos está o terceiro circuito, denominado de “Campo Militar da Batalha de Trancoso”. O “Legado Medieval Extra-Muros” é o quarto circuito e mostra monumentos como as capelas de Santa Luzia e de Nossa Senhora da Festa, as portas D´El Rei, necrópoles, a estátua de João Tição e um caminho medieval. “Guardiões do Planalto”, quinto e último circuito cultural, é um circuito com cerca de 21 quilómetros de extensão, que liga a cidade de Trancoso e a aldeia de Moreira de Rei. De acordo com a Lusa, a autarquia investiu cerca de 50 mil euros na sua execução, tendo registado um financiamento de 85% do programa das Aldeias Históricas de Portugal. S.C.F.