Tripulantes de cabine da Ryanair em Portugal fazem greve na Páscoa

Os tripulantes de cabine da Ryanair em Portugal vão estar em greve durante três dias, marcada para esta quinta-feira, domingo e próxima segunda-feira, 2 de Abril.

O Sindicato Nacional Do Pessoal de Voo da Aviação Civil (SNPVAC) informou que a greve em três dias se mantém porque as conversas “verificaram-se infrutíferas, uma vez que a Ryanair não aceita aplicar a Lei Portuguesa” nomeadamente os direitos inscritos na Constituição e no Código de Trabalho, como a parentalidade.

O sindicato pretende ainda que a empresa pare com os “processos disciplinares porque não se atingiram quotas de vendas a bordo”, assim como deixar de considerar uma baixa médica por doença como uma falta injustificada, adiantando em comunicado que “nem a vil ameaça de encerrar as bases em Portugal nos assusta”.

Às questões colocadas pela agência Lusa sobre a paralisação neste período de Páscoa, a Ryanair referiu apenas: “Não comentamos sobre rumores ou especulação”. Ainda assim, o presidente da companhia de baixo custo, Michael O’Leary, admitiu que, “se a greve for avante, haverá voos cancelados”.