Turismo açoriano exige “medidas urgentes” para sair da crise

A Câmara do Comércio e Indústria de Ponta Delgada (CCIPD) enviou terça-feira, 19 de Março, um memorando ao secretário Regional de Turismo dos Açores em que reclama “medidas urgentes” para relançar a actividade turística na região, que tem vindo a acumular perdas sucessivas. “Queremos saber que medidas pretende o Governo dos Açores tomar em relação às empresas do sector do turismo”, disse à imprensa regional Luís Cogumbreiro, presidente da Comissão de Turismo da CCIPD. De acordo com o responsável, não existem “medidas miraculosas” que permitam ao sector sair rapidamente da crise em que se encontra, no entanto, defende que não se pode “ficar de braços caídos” e que é preciso tomar decisões. “Temos que tomar medidas mesmo correndo o risco de algumas não surtirem efeitos imediatos. Não podemos deixar passivamente que o tempo passe e urge tomar decisões”, declarou Luís Cogumbreiro. O presidente da Comissão de Turismo da CCIPD sublinhou que o actual responsável pelo turismo do Governo dos Açores, Vítor Fraga, manifestou uma “grande vontade” desde o início para dialogar com a CCIPD, surgindo nesse contexto o memorando. O memorando enviado ao Governo Regional dos Açores quer também saber qual será o futuro da Associação de Turismo dos Açores, na sequência de notícias que têm dado conta da substituição dos actuais titulares, bem como da SATA, que deverá também passar a contar com novos administradores. I.M.

(Visited 1 times, 1 visits today)