Turismo do Centro bateu todos os recordes em 2016

Dados do INE divulgados quarta-feira colocam a região como a segunda que mais cresceu em 2016. Comentando os resultados, Pedro Machado, presidente da Turismo do Centro, afirma que “estes números comprovam que a estratégia que definimos é a correta”.

Em 2016 o turismo na região Centro de Portugal cresceu em todas as frentes, destacando-se o aumento das dormidas de estrangeiros na hotelaria, que cresceram 12,3%, enquanto as dormidas dos portugueses aumentaram 7,9%. No total global, as dormidas no Centro de Portugal em 2016 registaram um crescimento de 9,74%, ficando muito perto d0s 5 milhões (4.943.896).

Os proveitos aumentaram a um nível ainda superior, com as dormidas em hotelaria a renderam 228,5 milhões de euros, +13,65 que no ano anterior.

Pedro Machado não está surpreendido com estes números que considera serem o resultado do esforço que os profissionais do sector, e a Turismo do Centro têm desenvolvido para atrair visitantes à região. “Estes números comprovam que a estratégia que definimos é a correta. O Centro de Portugal tem vindo a ganhar espaço como destino na percepção dos turistas, a nível nacional como internacional. É uma região que reúne condições óptimas para ser um destino atractivo, devido à sua grande diversidade de recursos turísticos e possibilidades de visita. É um território singular, único e ao mesmo tempo diversificado, capaz de atrair o turista mais curioso e exigente”, sublinha.

Acrescentando que “os diferentes actores do território perceberam-no e mostram ter a vontade e a capacidade para transformar o Centro de Portugal num destino de emoções e experiências diferenciadoras”, o responsável destaca ainda que “a região tem vindo a aumentar e a melhorar a sua oferta de alojamento e os resultados começam a ser visíveis. Mas ainda há um enorme potencial de crescimento: isto é apenas o começo”