Turismo do Centro congratula-se com procura internacional na Páscoa

O presidente do Turismo do Centro de Portugal, Pedro Machado, congratulou-se ontem com “a importante novidade” que foi o aumento da procura registado em alguns mercados internacionais, como o brasileiro, que apresentaram subidas na ordem dos 40% nesta Páscoa. “Podemos estar aqui a abrir novas oportunidades para o futuro”, disse à agência Lusa o presidente da Entidade Regional de Turismo do Centro de Portugal, Pedro Machado, lembrando que, em relação à Páscoa de 2012, houve importantes subidas. “Assistimos ao aparecimento de novos mercados ou mercados emergentes”, diz Pedro Machado, que aponta subidas de 40% no mercado brasileiro, 40% no japonês e de 50% no israelita, com base nos dados recolhidos através da rede de postos de turismo da região. Lembrando que a afluência de turistas brasileiros “continua a crescer, desde há três anos, de forma significativa”, Pedro Machado disse que o mercado escandinavo, designadamente da Dinamarca, também regista uma evolução “muito positiva”. Já no caso de Israel, Pedro Machado atribui a subida da procura à forte presença judaica na região Centro, cujos vestígios continuam muito presentes, com Pedro Machado a apontar o Museu Judaico de Belmonte, no distrito de Castelo Branco, como um dos motivos de atracção turística para o mercado israelita. Apesar das boas indicações destes mercados, Pedro Machado admite ?uma diminuição? por parte dos mercados tradicionais, sublinhando, desde logo, a quebra sentida ao nível do mercado interno mas também do espanhol, que desceu 10% a 15% na Páscoa, tal como o francês e o italiano. Já no mercado alemão verifica-se, segundo Pedro Machado, ?este ano uma ligeiríssima quebra?, na ordem dos 0,4% face à Páscoa de 2012. I.M.