Turismo do Centro quer anular eleições na Rede de Judiarias de Portugal

O presidente do Turismo do Centro de Portugal, Pedro Machado, reclama a nulidade das eleições para os órgãos sociais da Rede de Judiarias de Portugal, considerando que o processo ?está ferido de ilegalidades?. Pedro Machado pede a nulidade do acto eleitoral por as entidades regionais de turismo do Centro e do Porto e Norte não terem sido convocadas para a assembleia-geral eleitoral da Rede de Judiarias, que decorreu na passada segunda-feira, 18 de Novembro, em Belmonte. ?Esta situação resulta de má-fé e constitui fraude, numa violação clara da lei?, disse o responsável em declarações à Lusa, lembrando que as entidades ?excluídas da última assembleia-geral? representam 186 municípios da região Centro e Norte. I.M.