Turismo fluvial no Douro com ano recorde

Até Outubro o número de passageiros que viajou pela Via Navegável do Douro ultrapassou o que tinha sido alcançado durante todo o ano passado, fazendo de 2015 um ano recorde para o turismo fluvial no Douro. As informações foram avançadas por Raquel Maia, responsável pela Delegação do Douro da Administração dos Portos do Douro, Leixões e Viana do Castelo (APDL).

“O turismo no Douro está a crescer”, afirmou Raquel Maia adiantando que até Outubro, passaram pela Via Navegável do Douro em barcos de recreio, cruzeiros de uma hora a um dia e barcos hotel, cerca de 760 mil passageiros, mais 145 mil do que em todo o ano de 2014. Tendo como base estes números, as perspectivas são de 2015 termine com cerca de 900 mil passageiros.

São os cruzeiros mais curtos, de cerca de uma hora ou pouco mais, nas zonas do Porto-Gaia, e os que se realizam entre zonas como Entre-os-Rios, Régua, Pinhão, Foz do Sabor e Pocinho que concentram o maior número de passageiros, tendo atingido perto de 500 mil entre Janeiro e Outubro deste ano, 57% dos quais estrangeiros. Já os cruzeiros em barco hotel transportaram este ano cerca de 54 mil passageiros. Neste caso, entre os estrangeiros predominam norte-americanos (29%), franceses (19%) e alemães (11%). Daí que Raquel Maia assuma que o Douro contribui para as exportações: “Eles vêm cá ver o Douro e o mesmo é dizer que estamos a exportar o Douro”, salientou.

Já os cruzeiros de um dia, que navegam os trajectos Porto-Régua-Porto, Régua-Pinhão-Régua e Régua-Barca d`Alva-Régua, ultrapassaram até Outubro os 185 mil passageiros (+25% que em 2014), dos quais 93% eram portugueses.

Para o futuro a responsável acredita que o número de turistas no Douro vai aumentar, até porque para 2016/2017 são esperados mais quatro barcos hotel, a juntar aos 14 actualmente existentes.