Turismo em Marrocos com ligeira quebra no 1ºsemestre

Marrocos acolheu cerca de 4,2 milhões de turistas no primeiro semestre de 2016, uma quebra de 2,6 % em relação ao mesmo período de 2015, de acordo com o observatório do turismo marroquino.

O número de turistas estrangeiros diminuiu 5,6 %, enquanto as visitas de marroquinos que vivem no exterior aumentou 1,7%, diz o observatório, que indica ainda que a presença de turistas franceses, o seu principal mercado emissor, diminuiu 5%.

Os dois principais centros turísticos do país continuam a ser Marrakech e Agadir. Estas cidades no Sul de Marrocos sozinhas geraram 59 % do total de dormidas nos primeiros seis meses de 2016, no entanto, registaram descidas de 3% e 5 %, respectivamente.

À semelhança de outros países da região, Marrocos sofre do contexto internacional perturbado e da diminuição de turistas estrangeiros após os ataques registados o ano passado na Tunísia e Egipto.

Sector-chave da economia marroquina, o turismo é uma importante fonte de divisas. O país tem sido poupado dos atentados desde 2011 e lidera uma política de segurança reconhecida internacionalmente para prevenir o risco de ataques terroristas, em todos os locais sensíveis e turísticos.