Turismo no Egipto cresceu 17% em 2012

Apesar da turbulência política que ainda afecta o destino, o número de turistas que demandou o Egipto em 2012 cresceu 17,1% face ao ano anterior, alcançando os 11,6 milhões. Os dados são do Ministério do Turismo do Egipto que avança também que o número de dormidas por turista registou um aumento homólogo de 20,7, tendo no total sido registadas cerca de 13 milhões de dormidas o ano passado. A propósito, o ministro do Turismo, Hisham Zazou, declarou na FITUR que “os últimos acontecimentos políticos são de natureza temporária e previsíveis durante esta transição da revolução egípcia”, tendo também assegurado que eles “não afectaram os serviços prestados aos turistas” e que “os negócio prosseguem com normalidade”. O responsável assinalou ainda que “a industria turística no Egipto, tão resistente como sempre, segue desenvolvendo e planificando novos produtos” entre os quais se conta a retoma de cruzeiros num percurso do Nilo, desde Cairo a Assuão, e a reabertura, depois de obras de recuperação, da Avenida das Esfinges que liga o templo de Luxor ao templo de Karnek, marcada para Março deste ano. A propósito, o Ministério do Turismo lembra que todos os monumentos e museus do Egipto continuam abertos e destaca “o grande apoio do actual governo à industria turística como um dos grandes pilares da economia nacional”. M.F.