“Turismo: Os Desafios do Crescimento” é tema do 44º Congresso da APAVT

O 44º congresso da Associação Portuguesa das Agências de Viagens e Turismo (APAVT), que vai ter lugar em Ponta Delgada, na ilha de São Miguel, de 21 a 25 de Novembro, vai subordinar-se ao tema “Turismo: Os Desafios do Crescimento”. Tema e logótipo foram apresentados esta quarta-feira, num evento que contou com a presença da secretária Regional da Energia, Ambiente e Turismo dos Açores, Marta Guerreiro.

A escolha do tema foi explicada pelo presidente da APAVT que, na sua intervenção, declarou que, apesar do “percurso absolutamente fantástico” que Portugal tem tido nos últimos anos, são vários os desafios que a actividade turística tem que enfrentar, desde logo porque “os ciclos económicos não duram indefinidamente “. Entre os “desafios importantes” apontados por Pedro Costa Ferreira, estão os “relacionados com a interrupção de algumas operações aéreas relevantes (como é o caso da falência da Monarch), com as dificuldades de operação no aeroporto de Lisboa, com as dificuldades de operação da TAP, com o brexit, ou mesmo com os problemas de operação turística que enfrentamos na cidade de Lisboa”.

Outra das razões que levou à escolha do tema tem a ver com os Açores que “têm tido um registo notável de crescimento nos últimos anos, mas existe certamente um debate a fazer acerca dos próximos passos, acerca da sustentabilidade do crescimento e da sustentabilidade do próprio destino”.

A última razão apontada tem a ver com “o percurso de consolidação” que agências de viagens e operadores turísticos têm que fazer “com especial ênfase na tecnologia, na formação, e nos standards de serviço”.

Presente na apresentação do Congresso da APAVT, que teve lugar no Hotel Mundial, em Lisboa, Marta Guerreiro, secretária Regional da Energia, Ambiente e Turismo dos Açores, sublinhou a importância do evento para uma região que tem alcançado “níveis de crescimento notáveis” no turismo e que quer apostar, cada vez mais, no segmento do turismo de eventos. A realização do 44º Congresso da APAVT nos Açores, onde tem lugar pela quarta vez, afirmou, “faz-nos crer que, cada vez mais, os Açores são um local privilegiado para o chamado turismo de eventos, no qual nos interessa, e muito, investir”, sendo também um momento em que os Açores poderão “demonstrar a capacidade evolutiva do destino, tendo em conta que o último Congresso da APAVT realizado no destino teve lugar há cinco anos e desde então o sector assume com muito orgulho uma identidade turística cada vez mais fortalecida”.

A realização deste evento nos Açores é também importante pelo perfil do turista que demanda os Açores, onde o mercado nacional, o principal para a região, representou, em 2017, “41% do total de dormidas na região”, com um “crescimento de 19%”, tendo sido “praticamente atingida a cifra de 1 milhão de dormidas de turistas nacionais” e na hotelaria tradicional o peso do mercado nacional é ainda maior, atingindo os 51%, sublinhou a governante açoriana.